20 de julho de 2015

Vlog e fotos oficiais do aniversário

 Olá! Hoje eu vim trazer para vocês o último post sobre o niver do nosso Gabrielzinho, com o vlog da festinha e as fotos oficiais.

Fotógrafo é fotógrafo, não é, gente? As fotos profissionais são outro nível! Selecionei algumas para vocês verem:
 

























Fotógrafo: Samuel Gê - (31) 3568-4060/9606-8256/9627-4060
www.samuelge.com.br
samuelpaivag@gmail.com

E não posso deixar de mostrar para vocês a foto dos "gêmeos" Kate e Gabriel! Nós dois com 1 aninho, olha que máximo, até o cabelo tinha o mesmo comprimento e formato!
E fizemos também um vlog da festinha. Bem curtinho, mas fica como uma boa lembrança. Segue aí:


14 de julho de 2015

Primeiro almoço do Gabriel com a família

Entramos oficialmente em uma nova fase na vida do nosso bebê, advinda com o seu 1 aninho! E, tenho de dizer com satisfação, que tem tudo para ser a melhor fase até agora. É uma fase que estou chamando de "1000 tons de liberdade". Explico porquê: 

A pediatra me orientou que, após 1 aninho, o bebê pode comer de tudo (obviamente, não vamos dar açúcar a ele antes dos 2 anos). E ele passa então a comer as refeições da família. É claro que, para isso, eu cumpri todas as etapas de evolução da alimentação dele: comecei com legumes sendo oferecidos separadamente, para que ele pudesse conhecer o sabor; depois evoluí para a papinha bem amassada (no meu caso com ajuda do mixer); em seguida, fui amassando menos e deixando alguns pedacinhos; acrescentei um pouquinho de sal por volta dos 10 meses; evoluí para mais pedacinhos do que amassadinhos, servindo com feijão batido; e, por fim, ofereci arroz e feijão inteiros e bem cozidos com legumes e vegetais separados, além de carne e ovo. Foi um caminho de evolução progressiva. 

Os tais 1000 tons de liberdade referem-se basicamente ao fato de que eu encerrei a minha carreira de cozinheira de papinhas, pois, já que ele estava comendo uma comida "de adulto", nós já poderíamos aderir à alimentação que é oferecida pela escola. É uma refeição feita por um buffet, com pouco sal, supervisionada pela coordenadora pedagógica dos bebês. Gabriel começou a almoçar e jantar essa comida ontem e já fui informada de que "raspou o prato". 

Esta mudança me deu uma liberdade muito grande, pois era bastante trabalhoso fazer papinha para almoço e jantar para uma semana, todos os finais de semana. Eu e o Jean comemoramos! E sinto que cumpri meu papel, oferecendo a melhor alimentação que eu tinha condição de prover, da forma mais completa e saudável possível.

E, para iniciar oficialmente o bebê nas refeições familiares, fizemos um almocinho especial!


O cardápio escolhido foi um peixinho (filé de linguado). Gabriel nunca havia comido peixe também, eu achava complicado fazer para congelar. O maior desafio de inserir o bebê na refeição da família é o tempero. Realmente eu economizei no uso do sal e repeti o temperinho que usava na papinha (salsa + cebola + alho processados) + um pouquinho de tempero alho e sal + limão. Ficou ok mas, para os adultos, é necessário fazer um molhinho à parte, para complementar o tempero. O Jean usou molho de pimenta. Provavelmente, farei uns molhinhos com azeite, pimenta, pimenta do reino e sal para outras refeições.

Usei cebolas em rodelas (que ele não comeu, claro) e tomate orgânico para fazer um molho caseiro.
Fritei o peixinho com um pingo de óleo e depois coloquei em um refratário, levando ao forno, só para manter quentinho enquanto eu finalizava o purê (ah, sim, fiz um purê de batatas com leite de caixinha, que também está autorizado, desde que seja fervido). 
Montei o pratinho do bebê exatamente igual ao nosso, com arroz, cenoura cozida, purê e o peixinho. Faltou um brócolis, mas não tínhamos em casa e ficou para a próxima... Detalhe das duas colheres, uma para eu alimentá-lo e outra para ele remexer o prato e iniciar o processo de comer sozinho. A pediatra avisou que a bagunça faz parte do processo.
Prato dos pais, tal como o do bebê.
E, bebê lindo sentado à mesa, totalmente integrado.
Foi um sucesso o nosso almoço e agora todos os finais de semana vão ser assim, eu pensando em cardápios mais saudáveis, que possam ser consumidos por toda a família. Muito legal, não?

7 de julho de 2015

Festa 1 ano Fazendinha - Niver do Gabriel

Oi, queridos, hoje eu vim contar tudo sobre a organização do aniversário do meu princepezinho e mostrar as fotos que tiramos. Não são as oficiais que o fotógrafo tirou, mas já dá para ter uma ideia boa de como foi. A festinha foi super legal, deu tudo muito certo, como sempre, Deus muito amigo da gente; eu achei que tudo estava sem necessidade de retoque, perfeito. No meu entender, não ficou nada a desejar.
Eu contratei uma empresa de home fest e fizemos a festinha em um dos salões do nosso condomínio. A empresa é a Bila Bilu e só tenho elogios para a equipe e para sua proprietária, a Juliana. Eu não me envolvi com nada, ela fez tudo. E a decoração foi bastante elogiada. Ela traz uma equipe grande para trabalhar na festa. De brinquedos, colocamos uma cama elástica e um tobogã inflável. As crianças ficaram 90% do tempo da festa nos brinquedos, vale bem a pena colocar brinquedos na festa.
  


O buffet com o qual a Bila Bilu trabalha é o que eu iria escolher de qualquer forma, que é o Célia Soutto Mayor e que também fez o aniversário do Jean. São muito tradicionais, é o tipo de buffet que você contrata e relaxa, pois sabe que vai ser com fartura e tudo delicioso. 

O cardápio foi este:

Buffet Infantil:
  • Mini Pizza, 
  • Mini Cachorro-Quente,
  • Pão de Queijo, 
  • Pipoca
  • Batata Frita 

Salgados:
  • Blinis de Salpicão,
  • Dwich de Pão de Forma com Frango,
  • Beignets Bacalhau, 
  • Chaturier de Frango 
  • Empada 
  • Papelote de Alho Porro
  • Mini Pastelzinho de queijo
  • Casulo de Mussarela
  • Coxinha 
  • Espetinho de Frango ao Molho Pomodoro 
  • Crespinho de Milho com Creme Cheese 
  • Chuvisco de Salmão 
Para a mesa de docinhos, escolhi fazer somente doces tradicionais, que combinam bastante com o tema fazendinha.

Doces: 
  • Brigadeiro 
  • Chapéu de Napoleão 
  • Cajuzinho 
  • Canudinho de Doce de Leite
  • Mini Alegria de Chocolate e Mashimalow (muito elogiado)
  • Palha Italiana 
  • Moranguinho 
Bolo: 
Chocolate meio amargo com brigadeiro (foi muito elogiado)

Bebidas:
Refrigerante, Suco Natural de Uva (caixinha), Água Mineral e cerveja Skol. 

Para eu escolher e comprar, ficaram somente os convites, os personalizados e as lembrancinhas. Como sempre, sei que encontro tudo de bom no site Elo 7 e que a compra vai ser segura. Escolhi diversos fornecedores que já tinham um produto pronto que me agradava, pois eu não tinha muito tempo para me dedicar desenvolvendo arte com fornecedores. Enviei a imagem do cowboy para os diversos fornecedores, assim o resultado dos personalizados ficaria uniforme. Não tenho nenhuma reclamação de nenhum fornecedor, todos cumpriram prazo e os produtos tinham extrema qualidade!

Convites pop up - Fernanda Reino Encantado
http://www.elo7.com.br/reinoencantado


Bis Duplo - Dani Festas e Papelaria personalizada
http://www.elo7.com.br/danifestas

Ovitos - Arte e Magia Personalizados
http://www.elo7.com.br/arteemagiapersonalizados
Potinhos e tubetes - Menta Pimenta Ateliê
http://www.elo7.com.br/mentapimentaatelie
 Celeiro e Caixa Milk - Lembrancinhas e Artes
http://www.elo7.com.br/lembrancinhaspersonalizadas
Toppers para docinhos - Risk Artes
http://www.elo7.com.br/riskartes

Bolo cenográfico - Les petits détails
http://www.elo7.com.br/atelierlpd
A lembrancinha que nós demos (e que tanto crianças, quanto adultos quiseram levar) foi uma revistinha de colorir com giz de cera. Muito fofa!

Revistinha - Fábrica dos Convites
http://www.elo7.com.br/fabricadosconvites
Verso da revistinha
E agora, o lindo, o chefinho, que é quem manda de verdade aqui em casa!

 Look do papai e mamãe

E nós três, aiaiai, isto aí é o que eu chamo de felicidade!
E, por fim, deixo para vocês o vídeo no qual relatamos como foi a organização da festinha, com a participação mais que fofa da minha sobrinha Marcela! Mais um vídeo super descontraído com com crises de risos, hahahaha! Beijosssss!!!