17 de setembro de 2014

Meu BB na TV

Oi, gente! Aiiiiiii, pessoal, eu mamãe orgulhosa, estou babando no comercial em que nós estamos, os três, no melhor estilo família feliz! E o Gabriel, com pouco mais de 1 mês de vida, enfrentou sem medo o vento forte à beira Lagoa dos Ingleses e participou deste lindo comercial da Cyrela e Dominus, duas das maiores construtoras do Brasil, que estão lançando o excelente empreendimento On the Lake.

 

O filme ficou liiiiiindo, os takes estão deslumbrantes afinal, com a beleza daquele lugar, não poderia se ter melhor resultado do que imagens perfeitas!



O empreendimento também é um super show de bola, como tudo que estas duas incríveis  incorporadoras e construtoras fazem. 



Me desculpem a total falta de modéstia, mas estou muito feliz por ver meu bebê assim tão fofoooooo!





Para ver o comercial, basta clicar abaixo!



9 de setembro de 2014

Coloque nichos no seu banheiro

Nesta semana, mostrei para vocês os nichos que temos no nosso banheiro. Nem preciso dizer muito sobre a utilidade, praticidade, organização e beleza que um nicho dá a um banheiro, preciso? É uma opção fantástica, para decorar o ambiente e manter à mão produtos queridos e essenciais do seu uso diário.

Conforme prometido no meu post anterior, deixo aqui as dimensões dos nossos nichos, para quem se interessar em fazer algo similar:

Os nichos pode ser elementos externos, instalados na parede como estes aqui:

arquiteturainteriores.com
 Site Casa Cláudia
Pinterest

Como viram, os nichos podem ser em vários materiais, como madeira, mdf, acrílico, vidro. Havendo um planejamento prévio, o nicho pode ser feito durante a obra, cortando a parede. É bem, simples, basta verificar onde passam as tubulações e fazer o nicho fora das prumadas dos tubos. Pode-se revesti-los com cerâmica, mármore, granito, pastilhas, espelhos, aço inox...As possibilidades de decoração são inúmeras!
 Revista Sua Casa
Site Casa Cláudia


Não são lindos? Eu adoro e sempre tirei partido dos nichos nos meus projetos e também na minha casa. Até a próxima dica de decor!

8 de setembro de 2014

Organização do meu banheiro e produtos queridinhos da vez

Montar uma casa organizada, na qual você consiga executar projetos que foquem na funcionalidade dos ambientes é algo muito bom. Ter um banheiro organizado e funcional é melhor ainda!

Ao ver o espaço na parede do banheiro de casal no meu apartamento, eu visualizei que nichos ficariam perfeitos naquele local e iriam eliminar o excesso de produtos sobre a pia. Guardar produtos de uso diário dentro do armário também não é funcional, o bom mesmo é ter os produtos que você mais usa na sua rotina diária sempre à mão. 
E foi com esse pensamento que eu encomendei dois nichos de mdf branco, um para mim e outro para o Jean. Neles, foram colocados os produtos mais usados. No armário embaixo da pia, ficam alguns produtos que usamos menos, mas também foi feita a setorização, com gavetas separadas para mim e para o Jean.
 Os nichos tem um sistema de encaixe na parede, evitando que parafusos fiquem à vista. E foram revestidos com espelhos em seu fundo interno.

Dentro do box, cada um tem sua prateleira para shampoos e há uma prateleira somente para sabonetes. Em cima da pia ainda ficam algumas maquiagens que eu uso a toda hora, mas tudo também organizado, nada fica espalhado, é uma maravilha como o nosso banheiro está sempre arrumado.

E, já que estamos mostrando detalhes do banheiro, vou mostrar alguns produtos que tenho usado mais nos últimos tempos, já que sempre posto aqui produtos de minha preferência e que passam pelo meu teste de qualidade!

Os produtos para cabelo Vizcaya eu tenho usado há mais de um ano e os acho ótimos, além de serem cruelty free. Eu gostaria de usar somente produtos que não testem em animais mas, infelizmente, ainda são poucos no mercado e alguns que testei não tinham boa qualidade.
Para tirar a maquiagem, aposentei os demaquilantes bifásico, pois, no final, todos ficavam muuuito oleosos. Estou gostando muito dos lenços da Neutrogena, um lenço tira 95% da make, a maquiagem dos olhos, rímel e lápis não saem completamente, mas é o melhor produto que eu já usei até hoje.
Esse produto abaixo é para as mamães, pois é o melhor existente para resolver problemas de fissuras nos bicos dos seios na amamentação. E já vi para vender em grandes redes de farmácias do Brasil, não precisa ficar pagando caro para importadores não, ok (a não ser que o valor + frete compensem...)? Essa pomada é um milagre, já na primeira utilização, melhora enormemente a condição do bico. Foi muito útil na primeira semana em que amamentei o Gabriel.
Este aqui não é barato, mas é um dos melhores hidratantes para o corpo existentes. Minha pele é muito seca e precisa de um produto dermatológico, potente mesmo. Tenho sempre o Cetaphil restoraderm na minha casa.
E, por fim, água termal. Todas são excelentes, não importa a marca! Eu dou alguns sprays no cabelo, quando acordo com bad hair day ou antes de secar com o secador. E também uso no rosto, o ideal era usar toda manhã, mas como estou com  bebê pequeno, ando me esquecendo. Se você saí de um banho muito quente e sente a pele do seu rosto repuxando, a melhor coisa e dar uma boa borrifada no rosto com água termal!
E para quem gostou dos meus nichos, estou com um post no forno, ficando prontinho com outros exemplos de nichos em banheiros e com as dimensões dos nichos que fizemos para o nosso banheiro. Em breve on line!

2 de setembro de 2014

Saidinhas!

Pergunte a qualquer mulher que teve um filho recente, o que ela mais tem vontade de fazer e, muito provavelmente, a resposta dela será: sair de casa!


A maternidade é incrível, mas os primeiros meses significam um período de reclusão para a mulher. Muitas não têm com quem deixar o bebê; outras tantas simplesmente não conseguem sair e se desligar da criança, voltando correndo para casa, sem aproveitar o programa. Eu sempre soube que seria o tipo de mãe que sou hoje: zelosa, atenciosa, mas... Desencanada! Não sofro por deixar o bebê e sair, pois, se o faço, sei que é porque ele está em boas mãos e não haverá o que temer. Não sou daquelas que fica telefonando para saber como estão as coisas; sei que eles me ligarão, se for algo de real necessidade.

Durante o primeiro mês, eu amarguei dias e dias dentro de casa. Mas, assim que o Jean saiu de férias, botamos o pé na rua! O bebê já podia fazer alguns programinhas, a princípio familiares, depois com pequenos grupo de amigos. E digo que correu tudo muito bem!


 A primeira saída a dois é, sem dúvida, a mais aguardada. Saídas românticas após ter um bebê envolvem todo um planejamento... É preciso calcular bem os tempos, dar uma mamada estratégica imediatamente antes de sair, ter a possibilidade de poder contar com uma boa vovó para dar o suporte e... Voltar antes da próxima mamada! Nada que não possa ser viabilizado! Os momentos a dois valem a pena todo o esforço!

E rola até de fazer um programa mais diferente! De pegar o carro e andar um pouco mais, até um lugar paradisíaco...
Com ambiente encantador...
 Boa comida e bebida...
E a companhia perfeita!
E que coisa boa se reunir o clube da Luluzinha e o clube do Bolinha! E, mesmo com a nova realidade, onde no meio do programa tem de ter um "pára tudo" para uma troca de fralda, é uma delícia colocar o papo em dia e (no caso do Jean) tomar uma cervejinha!


E nada como uma visita especial à igreja! Só uma passada, pois o lindão ainda não pode ficar em lugares fechados com aglomeração de pessoas. Mas, já foi válido para agradecer e pedir proteção!
E ainda tem os passeios ao ar livre, praças e parques que são deliciosos e super permitidos para bebês com menos de 3 meses!





E o tanto o Gabriel, quanto o Bruce ficam muito felizes!

É claro que, sair com criança é diferente! Se eu sempre demorei horrores para sair de casa, com minhas arrumações, makes e afins, imagina agora, tendo de levar um bebê e um cachorro? É arrumar a bolsa de bebê e colocar mil coisinhas, vestir o look do principezinho, montar o carrinho, ajeitar o pet. Trabalho mesmo é sair de casa, depois de sair tudo é muito tranquilo!


E mesmo que dê muito trabalho, essas saidinhas são umas das coisas mais gostosas que uma família que está se formando possa vir a vivenciar!

25 de agosto de 2014

A nova rotina do Gabriel


Olá! Espero que todos estejam muito bem. Por aqui, estamos indo cada vez melhor!

No post Sobrevivendo ao primeiro mês de vida do bebê, contei como estava sendo o processo de adaptação com o Gabriel. Acredito que o post assustou muita gente que ainda não passou por isso. Mas, é verdade, o primeiro mês é bastante "assustador"; conversei com várias mães recentes e todas passaram pelas mesmas dificuldades, e, como me disse uma delas, o primeiro mês é punk!

Porém, o Gabriel ainda nem completou seu segundo mês de vida e já tenho um cenário bem mais animador para relatar. Mudanças profundas aconteceram após a virada do primeiro mês e quase todas as dificuldades foram superadas. Um menino choroso e irritadiço foi dando lugar a um menino que segue uma rotina, que é bem tranquilo e muito sorridente! Mil vivas a essas mudanças! 

Basicamente, as boas novas resultaram não somente do comportamento do Gabriel que melhorou, mas também de um esforço que eu e o Jean fizemos para entender as necessidades dele, respeitá-lo como indivíduo e elaborar uma rotina a partir disso. 

Uma das coisas mais complicadas do primeiro mês é que ele tinha de viver no colo para ficar mais calmo, chorava quase o dia inteiro. Sabemos que o excesso de colo não é bom, até tentamos um método de deixá-lo chorando alguns minutos no berço, mas logo abandonamos essa prática. Alguns defendem o uso da mesma mas, sinceramente, acho até crueldade fazer isso com um serzinho tão delicado, que está de certa forma assustado com a nova vida e ainda tentando se adaptar. O bebê precisa de amor, de pessoas que compreendam as suas necessidades e não de ser abandonado chorando ininterruptamente.

Logo após completar um mês de vida do Gabriel, minha mãe foi embora e o Jean entrou de férias. Os três primeiros dias foram difíceis, mas começamos a nos empenhar para entender o Gabriel e ajustar as coisas. Eu passei a ler diariamente o livro da Encantadora de bebês e comentar com o Jean o que era mais importante. Anotamos por três dias, tudo o que acontecia  com ele e notamos um padrão de comportamento. Passamos a tentar entender os diferentes tipos de choro. As coisa começaram a fluir...

Concluímos que ele realmente não gosta de ficar isolado no berço durante o dia e que quer estar perto das pessoas. Sendo assim, passamos a deixá-lo durante o dia na cadeirinha da Fisher Price, ou na cama, perto de nós. Batalhar para que ele ficasse no berço durante o dia era um processo estressante para todos e que não estava levando a nada.

Outro grande desafio era fazê-lo dormir à noite. Por volta do 28º dia, o processo de dormir passou a acontecer com mais facilidade. Á princípio precisávamos de música, ambiente escurinho e muita paciência. Com o passar dos dias, adotamos uma rotina e ele se encaixou muito bem: por volta de 19:30 h damos o banho, depois eu amamento e, na sequência, o Jean o coloca para arrotar e o faz dormir, sem música e sem maiores frescuras. Tem dias em que ele dorme imediatamente. Em outros, demora mais um pouquinho, mas até no máximo 21 horas ele já está dormindo O processo funciona tão bem que, em certas noites, já tivemos a satisfação de colocá-lo no berço acordado e ele ficar tranquilo e dormir sozinho, minutos depois. E dorme até as 03:00 h, 04:00 h, quando acorda para mamar e dorme novamente até 07:00 h, 08:00 h.

Sim, esta foi outra mudança maravilhosa: ele dorme várias horas direto e transformou três mamadas noturnas (23:00 h, 02:00 h e 05:00 h) em uma única mamada! Essa maravilha começou a acontecer por volta do 35º dia. Com isso, dormimos mais e acordamos mais descansados e sem olheiras!

Querem mais uma mudança excelente? Eu tenho! Ele passou a usar 1 fralda por noite e acabaram-se as trocas chatas de madrugada! Isso ocorreu porque chega uma hora que o bebê começa a evacuar menos e podemos começar a usar um tipo de fralda da Pampers que é projetada para o uso por até 12 horas. Estamos usando a Pampers verde durante o dia (no qual as trocas permanecem em maior quantidade) e a Pampers vermelha (que nem é das mais caras da marca) durante a noite e a fraldinha não vaza, é excelente!

Por fim, outra novidade é que ele passa mais horas durante o dia acordado, "brincando". Entender isso é muito bom para qualquer pai e mãe respeitar a rotina do seu filho. No livro, a encantadora explica que, para bebês bem novinhos, ficar acordado olhando para cima já é brincar. Se nos primeiros dias de vida eles dormem praticamente o dia todo, no segundo mês eles tiram algumas sonecas durante o dia e alternam com momentos de atividade. Nesses momentos de brincadeira, às vezes ele fica na cadeirinha olhando para o tempo, brincando com as mãozinhas e fazendo barulhinhos fofos ou nós pegamos brinquedinhos coloridos e o estimulamos. Mas, essa estimulação não pode ser com mais de dois brinquedos e nem por muito tempo, pois ele ficará super estimulado e começará a chorar.

E a rotina do Gabriel ficou assim: Acorda entre 07:00 h e 08:00 h, mama e fica na nossa cama. Nesse horário, ele está de super bom humor e brinca, distribui sorrisos. Em alguns dias, ele toma o sol ali mesmo na nossa cama. Em outros dias, eu desço com ele no carrinho para a área comum do condomínio. Após brincar e tomar sol, ele costuma mamar novamente e ter uma longa soneca, até quase na hora do almoço. Durante o período da tarde, ele fica mais acordado, tem sonecas mais curtas e costuma chorar um pouco mais. Mas, com jeitinho, a gente consegue um bom tempo livre pois ele fica bem acordado brincando na cadeirinha ou sonecando. E, à noite, começamos a rotina para dormir por volta de 19:30 h, como já expliquei acima.

O que ganhamos com isso? Tudo! Tempo para nós mesmos, mais qualidade no tempo com nosso filho, mais oportunidades de sair de casa (vai rolar post sobre nossas saidinhas a dois e em família). Melhorou muito nossa qualidade de vida! É como eu disse naquele primeiro post: vale muito a pena! Muito, muito mesmo; dito com muita ênfase! E não há dificuldade que dure para sempre. Se você está planejando ter um filho, grávida ou passando pela fase do primeiro mês de vida do seu bebê, não se desespere! Tudo passa e tudo melhora!